Eucalipto Tratado

Eucalipto Tratado

Com a evolução da consciência ambiental, tem se intensificado o movimento de preservação das florestas nativas brasileiras. O uso de madeiras reflorestadas tem sido indicado, principalmente o EUCALIPTO e o PINUS para substituição da madeira de lei. O Eucalipto tem excelentes características físico-mecânicas e ganha longa durabilidade com o tratamento industrial (Autoclave) e normatizado. Ele é indicado para vigas, caibros e peças estruturais.

O Pinus é largamente utilizado para tábuas, decks, telhas, forros e assoalhos. Como é menos denso, o Pinus é totalmente permeável ao tratamento químico. Já o Eucalipto, por ser de maior densidade e resistência, recebe o tratamento em todo o alburno (brancal), sendo o seu cerne (parte central da madeira) impermeável ao tratamento. Por isto o Eucalipto quando cortado deve receber uma aplicação local com inseticida / fungicida para garantir sua proteção.

Vantagens do Eucalipto Tratado

  • Madeira limpa e seca, livre de odores e de óleo;

  • Inerte, ou seja, não afeta os outros componentes utilizados em suas aplicações;

  • Madeira tratada com qualidade, durabilidade e resistência similares as madeiras nobres;

  • Excelente relação custo x benefício;

  • A madeira utilizada é proveniente de florestas plantadas (pinus e eucalipto), evitando a derrubada predatória;

  • Como a madeira é o único material construtivo que a natureza repõe em curto prazo e pouca energia é consumida no processo produtivo, é considerada uma opção construtiva sustentável.

  • Permite qualquer tipo de acabamento, proporcionando beleza e conforto.

Processo Produtivo

Tratamento

A madeira utilizada pela Venturoli é produzida em florestas plantadas em nossa região e submetida a tratamento químico realizado na unidade industrial chamada Usina de Preservação de Madeiras, conferindo-lhe assim resistência ao ataque de agentes biológicos, como fungos e insetos (brocas e cupins).

Depois da etapa do beneficiamento, seguindo criteriosamente as exigências do cliente, a madeira é submetida ao tratamento que, de forma simplificada, consiste em:

  • Colocação da madeira na autoclave;

  • Vácuo inicial para extração do ar;

  • Ainda sob vácuo, a autoclave é preenchida com o CCA (preservante), diluído em água;

  • A solução é injetada sob pressão adequada para penetração na madeira até a saturação;

  • Retirada do líquido remanescente da Autoclave;

  • Novo vácuo para retirada do excesso de solução.

Quando as peças têm função estrutural e/ou estão em contato com o solo, adota-se um tratamento específico, para maior durabilidade da madeira.

O resultado final é a transformação da madeira, que anteriormente era vulnerável ao ataque de agentes biológicos, em um produto de longa durabilidade e resistência.

Produto Químico Utilizado

No tratamento químico da madeira, utiliza-se o preservativo CCA (Arseniato de Cobre Cromatado), Oxido do tipo C, diluído em água. A formulação química é consagrada mundialmente para ser utilizada no processo de tratamento de madeiras e atende à composição e porcentual de ingredientes ativos conforme NBRs 16.143; 8456; 9480; 7190; 7511 e  STANDARD P5 – 05 AWPA (American Wood Preservers Association). Sua fabricação é feita sob rigoroso controle de qualidade, atendendo aos critérios de normas aprovadas pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

Entenda como funciona o tratamento do eucalipto

Bem Vindo a Mad City!

© 2018 desenvolvido  por Caio Antunes

  • Facebook Clean